Palestras

Divido o meu tempo entre projetos e palestras em eventos abertos ao público ou de empresas, em português, espanhol ou inglês. Algumas de minhas palestras são:

Design Thinking Brasil

Em um mundo competitivo, onde a informação está sempre disponível e novas tecnologias surgem a todo momento, três elementos podem ajudar organizações a se tornarem mais relevantes: empatia, colaboração e experimentação.

Baseado nestas três lentes uma abordagem chamada Design Thinking está causando um grande impacto na maneira como as organizações estruturam suas ofertas. De startups a grandes corporações, a disseminação do Design Thinking já é uma realidade e as histórias de quem decidiu lidar com seus desafios dessa maneira estão aí para comprovar. Baseado no livro homônimo, esta palestra já foi dada dentro e fora de nosso país de maneira isolada ou acompanhada de workshops sobre a abordagem.

Inovação e Design de Serviço

Apesar de Design Thinking ter se tornado o termo do momento, trata-se do “como” não do “quê” deve ser feito para inovar. A disciplina que realmente é capaz de assimilar demandas de negócio de maneira pragmática e trazer resultados para as organizações é o Design de Serviço. 

Nessa palestra, apresento a relação do Design Thinking com o Design de Serviço, por que cuidar da experiência dos clientes é tão importante e um dos conceitos de maior relevância para o mundo econômico atual, a lógica serviço-dominante. Além disso, trata-se de uma palestra recheada de cases de projetos da Livework para os mais diversos setores da economia e em variados contextos.

Veja um vídeo de minha palestra em espanhol em evento no Chile aqui.

Métricas para a Inovação

Inovação é o que causa impacto e transforma a vida das pessoas (e das organizações). É diferenciação com relevância. E para ser uma organização capaz de consistentemente inovar é preciso saber o que fazer e utilizar métricas que garantam que o investimento se transforme em resultado.

Inovar no discurso é muito fácil, basta investir e avisar ao mercado que se está investindo. Inovação não é isso. Aliás, está muito longe de ser apenas direcionar recursos a iniciativas que pareçam “diferentes”. Para inovar em uma organização é preciso investimento, claro, mas também a definição de um plano claro, onde se trabalhe na construção de capacidade para inovar e se de nam corretamente quais os incentivos à inovação e como eles acontecerão. Feito isso, como saber se, em um cenário incerto e de trabalho basicamente em hipóteses, estou investindo corretamente meu tempo e dinheiro? É preciso a adoção de métricas que meçam todos os aspectos da inovação, sejam elas de entrada, processo, saída ou resultado.

Servir bem para servir sempre

Por que em pleno século 21 passamos grande parte do nosso tempo sofrendo com péssimos serviços sendo entregues por parte de pequenas lojas a grandes marcas? Por que isso acontece em um setor tão presente em nossas vidas e que representa quase três quartos da economia global?

É fato que enquanto as empresas continuarem a priorizar o investimento em captação de novos clientes (marketing) ao invés da manutenção de seus atuais (serviço) essa realidade permanecerá inalterada. Em um mercado cada vez mais competitivo, vencerão os negócios que souberem como atender as necessidades do seu consumidor, criando um vínculo por meio de um relacionamento verdadeiro e que cuide bem da expectativa e da experiência de seus clientes. A tarefa não é nada fácil, mas o segredo para o sucesso das organizações passa pela criação de uma cultura orientada ao servir e em colocar as pessoas – clientes e funcionários – no centro da estratégia dos negócios. Com uma linguagem fácil a palestra procura mostrar aos negócios a importância de se estabelecer uma cultura de inovação em serviço além de como empreendedores e executivos de grandes empresas podem fazer para criar uma oferta relevante para os seus clientes.

Veja um vídeo de minha palestra em evento no Itaú Mulheres Empreendedoras aqui.

Culturas de Alto Desempenho

Em um mundo conectado e cada vez mais transparente, as organizações precisarão ser o que prometem para os seus clientes. Para isso é preciso estabelecer um novo tipo de cultura corporativa, uma cultura de alta performance.

O que faz com que algumas pessoas excedam as barreiras de suas funções para alcançar resultados extraordinários? Por que enquanto em algumas empresas é normal ver pessoas sorridentes e felizes, em outras o clima é denso e os resultados insatisfatórios? A resposta para estas perguntas está na palavra cultura. Mas o que é e, mais importante, como criar uma cultura de alta performance dentro das organizações? Nesta palestra, baseada em estudos de empresas como Zappos, Disney, Southwest e outras, o público é conduzido a uma séria reflexão sobre o que fazemos, por que fazemos as coisas e como melhorar a qualidade para viver e trabalhar.

Não encontrou o que estava procurando?

Conheça outros assuntos abordados em minhas palestras:

  • Customer Experience
  • User Experience
  • Employee Experience
  • Transformação Digital
  • Estratégias Omni-Channel
  • Meta Service Design
  • Estruturação de áreas para inovar
  • Tendências tecnológicas de serviços
  • Gestão do Design
  • Cidades do Futuro